O Joelho do Saltador



Você sabia que existia essa patologia?


O que é?

Trata-se de uma dor na região anterior do joelho relacionada à atividade associada à sensibilidade do tendão patelar (logo abaixo da patela). Também é chamada de tendinite patelar.


Quem é afetado?

Até 20% dos atletas que praticam esportes com salto.
Principalmente atletas jovens de voleibol.


Por que ocorre?

Mecanismo de contração repetitiva, vigorosa e excêntrica do mecanismo extensor.
Em outras palavras, quando aterrissamos após um pulo e queremos frear essa aterrissagem.


Qual o problemas no joelho?

O tendão, de tanto ser submetido a tensão, começa a se degenerar. E com o isso, ele inflama - gerando dor!


Classificação de gravidade (Blazina)


Fase I

A dor ocorre somente após a atividade.


Fase II

A dor ocorre durante e após a atividade


Fase III

A dor é persistente com ou sem atividades.
Nesta fase, há a piora do desempenho do atleta


O que o paciente sente?

Dor progressiva na região anterior do joelho, bem próxima a patela (borda da patela).
É comum os paciente referirem bastante dor após muito tempo sentado. "sinal de cinema"


Exames de imagem:

Radiografias são geralmente são normais.
Mas a ultrassonografia e principalmente a ressonância magnética evidencia o tendão patelar espessado e com sinais de inflamação.


Como podemos tratar?

Sempre começar com o tratamento conservador.
Aplicação de compressas frias e treinamento muscular adequado para equilíbrio da musculatura.
Alguns casos respondem bem ao tratamento com onde de choque!


Podemos infiltrar corticóide?

Não! A injeções de corticóide neste caso está contra-indicada devido ao risco de ruptura do tendão patelar.
Outras terapias são aplicadas de maneira mais segura e eficaz como PRP ou o ácido hialurônico. Estes últimos não geram fraqueza no tendão e permitem a regeneração do tecido em um ambiente sem inflamação.


Cirúrgico

Tratamento de exceção nesta doença, adotado quando outras técnicas não resolveram o problema.
A cirurgia é simples e envolve a ressecção da área degenerada do tendão patelar, em casos mais graves é possível que haja a necessidade de reinserção do tendão com âncoras.


Como faremos a reabilitação após a cirurgia?

Nos primeiros dias, mantemos a imobilização do membro em extensão.
Com o avanço das sessões de fisioterapia, exercícios para dobrar o joelho.


Resultados

O retorno às atividades é alcançado por 80% a 90% dos atletas.
Em alguns casos, a melhora total da dor só acontece após 6 meses da cirurgia.

 

Dr. Bruno Butturi
Especialista em cirurgia do joelho
CRM: 175.419 | RQE: 87.292
USMLE certificate number: 0-959-289-0